© 2015 por Clinica Politano

O que é a Dor Pélvica?

A dor pélvica é uma das principais queixas das mulheres aos ginecologistas, mas as suas causas não se restringem aos órgãos genitais e podem ter também origem no sistema urinário, gastrointestinal ou musculo esquelético. A persistência da dor por um período mínimo de 6 meses caracteriza a dor pélvica como crônica..

 

Como identificar a causa da dor?

A etiologia nem sempre é fácil mas pode ser suspeitada por uma detalhada anamnese (“informações da paciente”), aliada a um criterioso exame clinico e complementada com exames laboratoriais e por imagem. Essa tríade é fundamental para o sucesso do tratamento.

 

Quais sintomas são importantes para que o médico chegue no diagnóstico?

As características da dor quanto ao início (agudo ou insidioso), relação com o período menstrual (menstruação, ovulação ou pré menstruo), associação a outros sintomas (febre, diarreia, urgência urinária), ou fatores (emocionais, atividades físicas) podem orientar um raciocínio clinico do médico e evitar exames desnecessários.

 

Quais a principais causas de dor pélvica?

A dor pélvica interfere no dia a dia da paciente sendo um importante fator de absenteísmo com grande impacto na produtividade e qualidade de vida. As principais causas são endometriose (temos um “saiba mais” especifico), adenomiose, doença inflamatória pélvica crônica, aderências pélvicas, miomas, síndrome do colon irritável, hérnias, infecções urinárias e cistites e dores musculo esqueléticas da pélvis como espasmos da musculatura do assoalho pélvico e fibromialgia.

 

Como identificar a causa da dor pélvica?

Na identificação da possível causa com frequencia o ginecologista pede uma avaliação de outros especialistas (gastroenterologista, proctologista, ortopedista ou urologista) para afastar ou confirmar a necessidade de um tratamento em conjunto. Por exemplo numa endometriose profunda para um diagnóstico preciso e sucesso no tratamento é necessário na maioria das vezes uma avaliação de um proctologista. Essa avalição conjunta é fundamental para o sucesso do tratamento.

 

Como é realizado o tratamento da dor pélvica?

O tratamento depende se a dor é aguda ou crônica e podendo em ambos os casos ser clinico ou cirúrgico. Na dor pélvica crônica de origem ginecológica podemos realizar tratamentos clínicos (anticoncepcionais orais ou injetáveis, anti-inflamatórios não hormonais, analgésicos) ou cirúrgicos através da videolaparoscopia (temos um “saiba mais “específico).