Todos os dias vemos algum comentário na mídia escrita e falada sobre a incidência de cesariana em que a máxima é “somos campeões mundiais de cesariana”. Também ouvimos “maravilhas sobre parto humanizado” como se nós obstetras tivéssemos durante toda a nossa vida realizado partos normais “desumanizados”.

   MENOS,MENOS. O melhor parto é aquele em que a mãe, pai e o médico entendem ser o ideal para o momento, após uma conversa franca e aberta sobre os riscos e benefícios de cada um. Não podemos falar de mortalidade neonatal e morbiletalidade materna sem que se analise criteriosamente as indicações pois os números são muito frios. Até o momento não vi nenhuma estatistica brasileira usando a Classificação de Robinson que identifica com mais cuidado as indicações. É indiscutível que precisamos diminuir as nossas taxas de cesariana, mas colocações como a o alerta de Maria do Carmo Leal, pesquisadora da Fiocruz que diz “por conta de uma intervenção, de uma cesariana, eles nascem muitas vezes sem completar a sua vida intrauterina e o seu desenvolvimento. Hoje, eles vão mais para a UTI.” são fora do contexto, Concordo e discordo.

  Realmente muitas cesarianas são realizadas em momento inoportuno e em gestantes que não receberam as devidas orientações; mas quantos partos humanizados evoluiram para óbito? NÃO SE COMENTA NEM SE FALA DESSAS ESTATÍSTICAS QUE SÃO DO CONHECIMENTO DOS COLEGAS E DOS CONSELHOS REGIONAIS DE MEDICINA; Quantos nasceram com Apgar que deixariam a Dra Virginia preocupada. A Dra. Virginia Apgar (07/06/1909 – 05/08/1974) foi uma médica norte-americana que se especializou em anestesia. Ela foi uma líder em vários campos da anestesiologia e, efetivamente, foi a responsável pela criação do que viria a ser a neonatologia.

   Não existe melhor ou pior tipo de parto. Existe sim indicação precisa. Ao escolher o seu obstetra você está depositando nele toda a confiança de que ele terá uma preocupação não só com o tipo de parto mas também com a infancia puberdade e maturidade dessa até então um recém-nascido indefeso

© 2015 por Clinica Politano